ÚLTIMAS NOTÍCIAS /
Visualizada 473 vezes
V Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose em Escolares | 2017/2018
Sexta-feira, 27 de julho de 2018
 
 
V Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose em Escolares | 2017/2018

A Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose é uma importante ação estratégica de vigilância, proposta pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS), realizada por meio de uma abordagem integrada. 

Objetiva reduzir a carga parasitária de geo-helmintos; identificar casos suspeitos de hanseníase e encaminhar os casos e seus contatos positivos para tratamento; identificar e tratar casos de tracoma e seus contatos domiciliares; e realizar exame parasitológico de fezes para esquistossomose, tratamento dos escolares e, se indicado, dos conviventes ou do coletivo na população que reside em municípios dos Estados endêmicos de Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais e Sergipe. Essa ação tem como público-alvo os escolares na faixa etária de 5 a 14 anos de idade, matriculados em escolas públicas de municípios brasileiros com maior vulnerabilidade social e elevado risco de adoecimento para esses agravos. A realização da campanha integrada no ambiente escolar tem se mostrado uma estratégia efetiva para alcançar os objetivos propostos. Isso foi evidenciado, com base nos resultados obtidos nas quatro primeiras campanhas, com a ampliação do número de municípios participantes e das coberturas de tratamento. 

É baseada na busca ativa de casos novos entre os escolares e, consequentemente, na família por meio da utilização do método do “espelho”. Este consiste no preenchimento da ficha de autoimagem  para identificação de escolares que apresentem sinais e sintomas sugestivos de hanseníase. A ficha é distribuída aos escolares, preenchida pelos pais e/ou responsáveis e devolvida para a escola em, no máximo, dois dias. Esse instrumento tem campos para identificação do aluno, perguntas sobre as características das manchas e histórico familiar de hanseníase. Caso existam manchas, é necessário marcar a localização destas na figura do corpo existente na ficha. Os responsáveis pela ação na escola deverão receber as fichas preenchidas, proceder à análise, conforme o fluxograma abaixo, e encaminhar os alunos com sinais e sintomas sugestivos de hanseníase para consulta médica na Unidade de Saúde de referência no município. Se o caso for confirmado, a consulta para os contatos para investigação clínica e epidemiológica deverá ser agendada e garantida. As medidas de controle pertinentes deverão ser adotadas.

 

esse texto acima é referente a campanha nacional que foi realizada em vários municípios do pais. (link no inicio do texto)

 

 

Uniflor fez a adesão pela primeira vez.

Escolares atendidos 256 alunos na faixa etária de 5 à 14 anos.

2 escolas atendidas: ESCOLA MUNICIPAL MENINO JESUS

                                     ESCOLA ESTADUAL MARQUÊS DE HERVAL - EFM

 

Foi realizada palestra COM O MÉDICO e busca ativa pela equipe saúde da família: 

MÉDICO: DR. LUIZ CESAR FUSCO DO EGIPTO

ENFERMEIRA: JULIANA CRISTINA RUOCO BEGOTTI

ODONTOLOGISTA: GRAZIELE R. FUMAGALI BONFIM

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE: CÉLIA REGINA RAMALHO

                                                                ROSILENE DIAS

                                                                SOLANGE LOBO FAVARO

                                                                MARIA DE FÁTIMA DA SILVEIRA MARTINS

 

 
 
 Galeria de Fotos
V Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose em Escolares | 2017/2018 V Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose em Escolares | 2017/2018
 
 
 Outras Notícias
VER TODAS
 
HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Das 8:00 às 11:30 - 13:30 às 17:00
AVENIDA DAS FLORES, 118 - UNIFLOR - CENTRO - Paraná
(44) 3270-1150
pmuniflor@gmail.com